Simp

Está aqui

Homicídio qualificado tentado. Detenção e Prisão preventiva. MP. DIAP de Évora

29 nov 2019

No âmbito de inquérito que corre termos no DIAP de Évora e por suspeitas da prática de crime de homicídio qualificado na forma tentada, na passada quarta-feira, foi detido, por mandado do Ministério Público, um homem com 38 anos de idade.

Presente, a 28 de Novembro, ao juiz de instrução criminal de Évora para interrogatório e aplicação de medidas de coação e na sequência de promoção do Ministério Público, o juiz decidiu aplicar ao arguido a medida de coação de prisão preventiva, por entender verificar-se, em concreto, perigo de continuação da atividade criminosa e perigo de perturbação do inquérito e da instrução do processo, nomeadamente, perigo para a aquisição, conservação e veracidade da prova e indiciando-o pela prática de dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada.

Os factos, fortemente indiciados, ocorreram no dia 10 de Novembro de 2019, na localidade de Cumeada, do município de Reguengos de Monsaraz, tendo o arguido, na sequência de adesão a plano traçado por suspeito identificado mas ainda não localizado e que acompanhava na ocasião, e revelando uma personalidade vingativa e direcionada contra a vida de terceiros, agido com o propósito tirar a vida a duas pessoas do sexo feminino, uma das quais sua familiar e de, enquanto o faziam, lhes causar grande sofrimento físico e psíquico, provocando-lhes ferimentos, incluindo com recurso a arma de fogo, que só não lhes provocaram a morte, resultado que era por ambos pretendido, devido à intervenção de terceiros e à pronta assistência médica.

O inquérito prosseguirá os seus termos na 1ª secção do DIAP de Évora, sendo o Ministério Público coadjuvado pela Polícia Judiciária de Évora.