Simp

Está aqui

Extorsão. Acusação. MP. DIAP de Évora

12 jul 2018

Em inquérito cuja investigação correu termos no DIAP de Évora, o Ministério Público deduziu acusação para julgamento por tribunal coletivo contra dois indivíduos de sexo masculino, de 33 e 40 anos de idade, respetivamente e um indivíduo do sexo feminino de 28 anos de idade, pela prática em co-autoria, pelos três arguidos, de um crime de extorsão, por dois dos arguidos pela prática de outro crime de extorsão e (um deles) em concurso com a prática de um crime de ofensa à integridade física.

Tais crimes decorrem de factos praticados entre Março e Abril de 2016 quando dois dos arguidos se encontravam presos no Estabelecimento Prisional de Elvas e com o concurso do terceiro que se encontrava em liberdade, formularam um plano, que executaram, de constranger outro recluso a entregar-lhes ou fazer com que lhes fossem entregues, quantias em dinheiro sob ameaça de atentarem contra a sua vida e integridade física e contra a vida e integridade física de familiares seus, conseguindo, deste modo, que lhes fossem entregue quantia em montante que ascendeu a um total de € 3.300,00.

O inquérito foi dirigido pelo Ministério Público da 2.ª Secção de Évora do DIAP e a investigação foi levada a cabo pela Polícia Judiciária - UNCT.

Decorre ainda o prazo para eventual abertura de instrução que, a não ser requerida, determinará a remessa do processo para julgamento.